GCF - Instituto Ecológica

GCF - Instituto Ecológica

GCF

A Força Tarefa dos Governos para Clima e Florestas

Valorização do Saber
Conservação da Biodiversidade Desenvolvimento Comunitário
Transferência de Tecnologia
Mudanças Climáticas Recursos Hídricos
Ecossistema Cerrado
Local Tocantins
Enquadramento Legal Financiamento Internacional
Status do Projeto Concluído
Modalidade de Captação Exclusivo
Status de Captação Encerrado

Contexto Local

A Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas (GCF) é uma colaboração subnacional entre 22 estados e províncias do Brasil, Indonésia, México, Nigéria, Peru, Espanha e  Estados Unidos. O GCF busca promover programas jurisdicionais destinados a fomentar a agricultura de baixo carbono e a redução de emissões do desmatamento e uso da terra (REDD+).

O GCF facilita a troca de experiências e lições aprendidas entre os estados e províncias; sincroniza esforços entre as jurisdições para desenvolver políticas e programas que fornecem caminhos realistas para aliar a manutenção de florestas e o desenvolvimento rural; e busca financiamento para programas jurisdicionais.

Este estudo do Instituto Ecológica foi desenvolvido com recursos do Fundo GCF. O fundo é uma organização independente sem fins lucrativos, estabelecida pelo GCF em 2011. O estudo visa promover a valorização financeira de projetos de manutenção e aumento dos estoques de carbono florestal que resultam na redução das emissões de GEE oriundas das atividades de mudança do uso do solo e florestas, as quais respondem pela maioria das emissões brasileiras. O projeto aconteceu no Tocantins, entre Fevereiro e Maio de 2014.

Descrição do Projeto

Os principais objetivos do projeto foram: identificar o potencial de aplicação de mecanismos REDD+ nas propriedades rurais
entrevistadas no Tocantins; criar uma base de dados com as propriedades entrevistadas durante a execução do
estudo; organizar workshops e cursos sobre o tema para difusão do conhecimento e melhorar a infraestrutura para um Sistema Jurisdicional de REDD+ no Tocantins. Além disso, o projeto representa uma excelente oportunidade para aliar uma agropecuária de baixa emissão de GEE com atividades de REDD+, proporcionando uma base sólida para trabalhar com REDD+ Jurisdicional do Tocantins.

Para atingir os objetivos propostos do estudo, foram realizadas entrevistas com produtores rurais localizados em diversos municípios do Tocantins.  Suas respostas foram analisadas, a fim de avaliar a situação do uso da terra, os agentes de desmatamento, os tipo  de projeto REDD+ que podem ser desenvolvidos, o potencial de redução de emissões de GEE pelos mecanismos propostos, entre outros. Os dados compilados resultaram em um banco de dados sobre o uso e a mudança do uso do solo no Tocantins. O projeto fez o levantamento de 76 propriedades rurais no estado e realização de workshops e cursos sobre REDD+ e mercado de carbono, os quais capacitaram cerca de 125 pessoas.

Arquivos para Download

Relatório do Projeto

Apresentação do Projeto

Benefícios

  • Valorização financeira de projetos de redução das emissões de GEE.
  • Mitigação de mudanças climáticas.
  • Pesquisa e desenvolvimento.
  • Disseminação de conhecimento.

Componentes

  • Agricultura de baixo carbono.
  • Redução de emissões do desmatamento.
  • REDD+.
  • Transferência de tecnologia.
  • Capacitações.
  • Criação de banco de dados e relatório.
  • Workshops e cursos.
Pessoas Capacitadas
Levantamento de Propriedades Rurais
Workshops e Cursos